Amy Winehouse… e a minha angústia…

26 Jul

Oi gurias…

Hoje é mais um tipo de ‘desabafo’ do que um post mesmo.😦

Neste domingo acordei tardão, tipo 15hs da tarde.

Só aí então que fui saber da última notícia que estava correndo todos os meios de comunicação: A morte da cantora Amy Winehouse.

Não curto muito música internacional, quase nenhuma, não sei por que, mas não me chama a atenção. Então aquela notícia não me causou alguma reação do tipo “oh, o artista que eu escuto morreu…” Não foi isso.

Ao decorrer do dia e da noite de sábado, do domingo e do dia de hoje, que passei vendo notícias, reportágens, e curiosidades sobre a vida da Amy, fui me familiarizando um pouco mais com o que foi esta artista.

E depois de tudo isso, eu confesso que estou com uma “sensação” muito ruim.

Não sei explicar direito, é uma mistura de tristeza, com espanto, angústia, e principalmente pena.

Pena de ver uma vida jogada fora em todo explendor de sua juventude.

Pena por que é muito triste ver o que uma pessoa pode fazer com ela mesma.

O que o uso de substâncias químicas podem causar no corpo de uma pessoa inicialmente saudável.

A maneira triste e decadente que uma pessoa desorientada, sem controle da própria existência, aparentemente sem “amigos” (amigos daqueles verdadeiros, de infância, ou até mais recentes, mas estes amigos que nos ajudam quando vêem que não estamos bem); pode acabar com a sua própria vida, e o mais angustiante prá mim, foi ver que ela tinha tão somente seus 27 anos.

Gente, eu tenho 27 anos!

E eu imagino quanta coisa eu ainda tenho prá fazer, quanta coisa ainda quero realizar, quanto tempo ainda quero viver… no alto dos meus 27 anos, fico angustiada demais de ver que outra pessoa pode dar tão pouco valor à própria vida à ponto de jogar ela no lixo e deixar que o corpo seja completamente devastado pelo uso de dogas até causar a sua morte.

em meio à tudo isso, eu penso na família, que tristeza não deve estar passando, por ver um absurdo desses, uma pessoa que aparecntemente, teria tudo para ser feliz. Acabar desse jeito.

Bá, não sei, não consigo descrever o que estou sentindo em relação à pessoa, não tanto à artista, o contrário de todo mundo, que está lamentando a perda de uma grande artista, pelas músicas, criações e tudo o mais, mas sim pela pessoa. Pela menina, pela mulher, pela Amy que a família tinha, … sei lpa, não devo nem estar conseguindo me fzer entender, mas queria deixar relatado a minha verdadeira angústia em relação à este “suicídio” na maior juventude dos seus 27 anos.

Gente, se alguém tiver alguma amigo, ou conhecido que estiver passando por problemas, não deixe prá ir visitar amanhã, não espere que ele melhore prá ir vê-lo, vá até ele, faça-se prensente, converse, ofereça ajuda, diga o quanto aquela pessoa é importante para várias outras pessoas… Por eu realmente penso na minha cabeça, que se alguém tivesse tentando de verdade ajudar essa menina/mulher, talvez o futuro dela teria sido direntente, aliás, talvez ela teria um futuro, totalmente diferente deste que está tendo hoje, enfim,  mais uma morte causada pelo uso de drogas, mais um corpo sem vida, que antes era totalmente cheio dela…

Tô muito chocada com a história toda, sei que isso nem é uma coisa considerada assim, tão “estranha” nos dias de hoje, pois infelizmente vê-se muitos casos parecidos, mas é por isso que vim desabafar, por que não sei porque motivo, de repente por este ser um caso que esteja sendo exposto e eu tenha visto toda a caminhada de uma pessoa depedente de drogas, realmente não sei, mas o fato é que esta história da Amy Winehouse me deixou bem abalada mesmo.

Separei algumas fotos da Amy que eu acho que realmente são fotos que devem ser lembradas pelas pessoas que à conheciam, à amavam, à tinham como família, amiga ou até mesmo aos muitos que à admiravam e à tinham como ídolo…

Fiquem com as fotos, conhecendo um pouco mais da trajetória da Amy Winehouse, desde pequenininha, até alcançar a fama e antes de ter este fim trágico que está sendo sofrido pela sua família e todas as pessoas que à amavam; e que vímos ter seu fim neste fatídico sábado 23 de julho de 2011.

O mais estranho de eu ver, é que como ela tinha a mesma idade que eu, as fases da vida dela, foram parecidas com as minhas…

Desejo fervorosamente que agora ela consiga enfim encontrar a luz e a serenidade que tanto lhe faltou em vida.

Que as muitas e muitas orações que estão sendo direcionadas à ela, consigam levá-la à um caminho de luz.

E que ela possa voltar a ser uma pessoa feliz como era antes de entrar neste caminho que acabou dando um fim tção triste na sua vida.

Bjim à todas as fãs e a todas as pessoas que de uma maneira ou de outra, ainda se sensibilizam com histórias assim, independente de serem fãs ou não,  mas que ficam extremamente tristes e agoniadas de ver o final de uma vida que podia ser tão bem aproveitada e em uma idade tão jovem e ainda por motivos tão absurdos, assim como eu estou estou…

1983 – Amy Winehouse nasceu em uma área suburbana de Southgate, bairro de Londres, numa família judia de quatro pessoas, com tradição musical ligada ao jazz. Seu pai, Mitchell Winehouse, era motorista de táxi e sua mãe, Janis, farmacêutica. Amy tem ainda um irmão mais velho, Alex Winehouse. Cresceu em Southgate, onde fez os estudos na Ashmole School.

1987 – Aos quatro anos, a pequena Amy já exibia traços reconhecíveis.

1989 – Aos cinco anos, a futura cantora posa como bailarina.

Em 1989, fantasiada de Minnie.

1991 – Quem diria que a sorridente garotinha clicada aos oito anos de idade, em 1991, se tornaria a cantora encrenqueira? Em 1992, sob sugestão da sua mãe, Janis, ela ingressou em uma escola de teatro, onde permaneceu até 1995. Nesse meio tempo, chegou a estudar artes cênicas na prestigiosa escola Sylvia Young Theatre School, da qual foi expulsa antes de se formar por “falta de aplicação” e por ter colocado um piercing no nariz.

1996 – Depois do teatro, Amy começou a escrever canções, ingressando logo no meio musical. Além de cantar em um grupo de jazz, ela chegou a colaborar com textos para a ‘World Entertainment News Network’.

Em 1999, aos 16 anos, Amy (ao lado, em foto da escola), já cantava em um grupo de jazz ao lado do então namorado Tyler James que, mais tarde, lhe ajudaria a dar o pontapé inicial para seu estrondoso sucesso.

Em 2002, ela já dava os primeiros passos na carreira musical.

2003 – Em outubro, Amy lançou seu primeiro álbum, ‘Frank’, que lhe rendeu boa resposta da crítica, comparando sua voz com a de cantoras consagradas como Marcy Gray e Sarah Vaughan. Com o trabalho, foi nomeada ao Mercury Prize e ao Ivor Novello Award pela música ‘Stronger Than Me’, que chegou à 71ª posição das paradas britânicas.

Em 2003, época do lançamento do primeiro disco, ela ainda apresentava um visual “saudável”.

2004 – “Take the Box” é o segundo single do álbum de estreia, Frank da cantora britânica Amy Winehouse, lançado em 12 de janeiro de 2004.

Em 2004, Amy já começava a usar modelitos mais ousados.

Com o rosto até um pouco redondinho.

Com cara de menininha.

Em 2006, quando foi lançado o best-seller “Back to Black”, ela já usava a peruca e as tatuagens.

2006 – ‘Back to Black’, lançado em outubro de 2006, foi o segundo e último álbum de estúdio da cantora britânica. Quase 2 milhões de cópias do disco foram vendidas só no Reino Unido naquele ano.

Com ótima aparência, roupas alegres, maquiagem perfieta.

Particularmente eu acho que alguma coisa no rosto dela é super parecido com a PITTY. Principalmente nessa foto…

Já com o estilo, tatuagens, maquiagem e aparência que conquistou muitos fãs e seguidores.

O delineado do olho era sua marca registrada. E sempre será. Delineado forte e grosso.

A diferenciada mecha loira que a cantora passou a usar na franja.

Enfim, acredito que esta imagem é uma das mais bonitas de Amy, da época que a cantora ainda era uma pessoa de aparência saudável, com toda sua make inconfundível, todas suas tatuagens diferentes, suas roupas extravagantes e sensuais, e seus piercings…

Enfim, mesmo não sendo fã da artista, da cantora, nem de suas músicas, eu fiz este post em homenagem à Amy Winehouse, à uma vida desperdiçada, à uma estranha tristeza minha em relação à esta história…

Muita luz para ela e que consiga se encontrar onde estiver, e muita força à seus familiares, amigos e fãs.

Amy Winehouse

14 de Setembro de 1983 —– 23 de julho de 2011

* * * * *

Eu quis postar somente fotos de momentos alegres e saudáveis da trajetória da Amy Winehouse, mas quem quiser acompanhar todas as fases pode acessar esta matéria abaixo clicando em cima do título, lá tem descritas todas as épocas de Amy, até seu último dia de vida.

Obrigada por lerem este post gurias, e desculpem pelo desabafo…

Veja a linha do tempo com as mudanças de Amy Winehouse

O site BuzzFeed fez uma “linha do tempo” que mostra a evolução (e posterior “desevolução”) no visual de Amy, desde a infância, quando era uma criança fofinha, ao começo de carreira musical, com um visual ainda “saudável”, aos últimos anos, quando os excessos deixaram marcas visíveis no corpo e rosto da cantora.

4 Respostas to “Amy Winehouse… e a minha angústia…”

  1. tatianamachado 26/07/2011 às 03:10 #

    Morre Amy Winehouse
    Ela foi achada morta em sua casa em Londres 23/07/2011

    Disse a emissora britânica Sky News neste sábado 23/07/2011. Morre Amy Winehouse. É achada morta em sua casa em Londres. Amy também é muito conhecida por seus escândalos públicos e pelo uso de drogas. Os problemas de Amy com drogas e álcool têm sido noticiados pelos meios de comunicação ao redor do mundo desde 2008. Em junho de 2008 o pai de Amy revelou aos jornalistas que ela estava com uma possível arritmia cardíaca por conta do uso abusivo de cocaína e cigarro.

    Em 2009, Amy Winehouse garantiu estar se recuperando. Winehouse já vendeu 505 mil cópias de seus dois discos anteriores no Brasil, segundo a revista semanal Veja.

    Em 2010, Amy Winehouse terminou seu tratamento na reabilitação e finalmente libertou-se das drogas, podendo concentrar-se no seu terceiro disco, esperado para janeiro de 2011.

    Em Janeiro de 2011, Amy começou uma série de shows no Brasil. Rio de Janeiro, Florianópolis, Recife e São Paulo foram escolhidas para receber a cantora. Dia 23 de Julho de 2011, foi encontrada morta em sua casa. A causa da morte ainda não é conhecida. Drogas? A morte foi confirmada pela polícia local.

  2. Vivian Oliveira 26/07/2011 às 10:21 #

    Anida bem que você só postou fotos bonitas dela…é muito triste ver como ela definhou em sei lá, 3 anos… parece que tinha envelhecido uns 20 anos…muito triste mesmo, tenho pena também pois ela era MUITO talentosa, e não teve suporte de ninguém para se recuperar…namorava um cara que era tão viciado quanto ela, e parece que não teve freio mesmo com as internações…A Britney Spears por exemplo, tava indo pelo mesmo caminho, até que o pai dela deu uma super segurada, começou a administrar o dinheiro e a vida dela novamente, e hoje ela voltou a ser o que era (quase lá vai) mas, pelo menos teve suporte…aparentemente (pois não sabemos da vida dela) os pais dela tiveram pouca participação na recuperação da filha, tanto que ela estava internada no início do ano, e quando ela morreu, eles estavam em nova york😦
    Enfim, muito triste… Beijos

  3. Tatiana Machado 01/08/2011 às 21:45 #

    Como pode alguem trocar a vida (e todas as belezas que a vida oferece) por drogas? Só pode ser mesmo uma doença, e das piores, pois antes de matar, termina com a dignidade da pessoa… Lamentável.

    • Silah 17/01/2013 às 20:23 #

      Enfim Tati gostei do que escreveu, mas claro é um relato de alguém que não sabe nada sobre Amy e sua vida, pecou ao dizer que ela não tinha amigos de infência, o cantor Tyler James e Juliet são os melhores amigos da Amy, de se ter milhões de fotos deles juntos… a midia como sempre mostra coisas que não faz parte, como Amy mesmo dizia o jornal só mostrava 1 de quem ela era e mostrava a parte ruim. Após Michael Jackson Amy foi a artista que mais contribuiu com instituições de caridade e apoio a portadores de câncer… Visitava hospitais e clinicas constantemente, Em Sta Lucia no Caribe em 2009 quando as pessoas pensavam que ela estava debilitada se recuperando do vicio ela salvou um banhista que estava se afogando na praia e ajudou uma pessoa que vendia coisas em barraquinha na rua que estava com uma doença terminal, pagando a cirurgia para salvar sua vida….. Ainda tem tanta coisa que eu poderia listar aqui sobre a Amy que mostra que ela era mais do que as drogas e do os mentirosos jornais possam falar…. bem ela parou de usar drogas em 2009, e exagerava de vez em quando no Álcool o que lhe causava constrangimento, pois estava tomando remédios fortíssimos em relação a isso e não podia misturar, mas era teimosa demais para ouvir conselhos… fez a sua própria gravadora a Lioness Records apadrinhando alguns artistas e estava fazendo academia, ballet e musculação, tanto que no ano que ela morreu se procurar fotos verá que ela estava linda e cheia de vida, ao contrário do que mostram que ela era tão frágil.. =) espero ter lhe ajudado um pouco sobre quem foi Amy..

Aproveita a visita e deixa um comentário aí, vai!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: