Tag Archives: Brasil de Pelotas

Posso falar um pouquinho sobre Futebol?

14 Jan

Posso né…?! 🙂

Já comentei sobre minhas maiores paixões na Categoria “Sobre mim”, onde descrevo-as e também onde falei sobre o meu time do ♥.

Pois vim aqui agora, por que hoje ví uma matéria falando do Brasil de Pelotas, no orkut da minha irmã, que eu fiquei emocionada. Sabe quando a gente tá lendo um texto, e às vezes se arrepia? Pois é.  Por isso quis colocar este texto aqui, prá mostrar prá mais pessoas, o que é realmente um amor por um time, e não por seus títulos.

Eu ODEIO quando algum idiota (geralmente guri né, por que sãoo sempre eles que vem achacar, quando torcem pro outro time aqui de Pelotas/RS) vêem falar mal do xavante, ou dizer que o xavante não ganhou isso, ou aquilo, ou aquele outro… isso me irrita tanto! 😡

E eu sempre respondo com a mesma cara de cú prá pessoa que: – eu não sou xavante por ele ser um time forte, por ele ter muitos títulos, por ganhar vários campeonatos, nem nada disso… então não enche o saco, por que independente dele ganhar ou  perder o que quer que seja, eu vou continuar sendo xavante.

Assim, bem grossa mesmo! Que é pra ver se a pessoa se toca, e não fica encheeeendo o saco falando de futebol, ou enumerando os títulos que o meu time tem ou deixa de ter, como se fosse me mostrar que realmente não vale a pena torcer por este time, por que sinceramente, não esse o motivo que me faz torcer por ele!

Então, vou tentar parar de escrever ensandecidamente sobre isso, para poder colocar aqui a reportágem, tá?! 🙂

Não sei se para quem não  é Xavante, esse texto causará alguma comoção… mas com certeza ABSOLUTA, que for, vai ter o mesmo sentimento que eu tive ao lê-lo.

Esse texto demonstra fielmente o sentimento que os torcedores do Brasil de Pelotas nutrem pelo clube, pelo time, mesmo sem ter assim, grandes conquistas no currículo.

Especialmente nestes últimos anos em que o Brasil mergulhou em alguns episódios de profunda repercussão e sofrimento. O texto, foi enviado pela repórter Alice Bastos Neves, pelotense e xavante de carteirinha e faz parte do movimento Onda Xavante, que mobiliza torcedores do Brasil pela internet. Segue o texto, um desabafo:

“Saudações Xavantes.

Ser XAVANTE é uma grande benção. Querer ser XAVANTE e ainda ser campeão, é pedir demais. Ninguém merece tanto.

Ouvi isso neste final de semana. Achei sensacional. É o que penso. Não estou nem aí se somos campeões ou não. Sou XAVANTE, ponto.

Já cruzei o Cabo da Boa Esperança (e da ruim também) e nunca gritei “É Campeão!”. Pelo menos, não um título importante.

E não estou nem aí. Continuo Xavante igual. Feliz por sê-lo.
E depois de mim, muitos outros vieram. Inclusive meu filho, nascido e residente em Porto Alegre durante toda a sua vida.
Sabe o que ele me disse domingo depois do jogo? Não estou nem aí, o bom é ser XAVANTE.

Não é verdade que diminuímos. A cada ano que passa somos mais e melhores. No meu tempo de guri era difícil se encontrar quem fosse só Xavante. No meu bairro todos eram Xavantes (uma minoria era …, deixa para lá) e grenal. Sempre foi assim. Isto sem falar nos Flamenguistas, Fluminenses, Vascaínos, Santistas, etc …

Acho até que hoje em dia existem muito mais só Xavante que antigamente. E é até bom que não aconteça de sermos campeões. Ficaríamos insuportáveis. 🙂

Pelotense já é soberbo por natureza. Mais cheio que intestino de velho com prisão de ventre. Se for XAVANTE, então, se acha o cara. Imagina ser pelotense, XAVANTE e ainda campeão! O mundo nunca mais seria o mesmo.

Haveria uma nova era. AX e DX. Antes do XAVANTE campeão e Depois do XAVANTE campeão.
É melhor não. Deixa assim. A humanidade não está preparada.

Se a minha preocupação fosse ser campeão, eu torceria para o São Paulo, Barcelona, Inter de Milão …

O que eu gosto é de sentir a alegria na arquibancada, é o “tem que olhar, para aprender …”, ouvir os treme-terras fazendo a chamada, é ver a cara de inveja dos adversários, o cheiro da maconha, a cachaça, a excursão, a chegada no estádio, o acreditar que dá, a expectativa, a ansiedade, a angústia, os jantares da Onda Xavante,a cara dos jogadores ao saírem do vestiário e se depararem com o “BEM VINDO AO INFERNO“…

Enfim, os pequenos detalhes que nos fazem únicos, que geram emoção.

Dos outros, não tenho inveja de seus títulos, tenho pena por terem uma alma tão desnutrida de paixão, por terem sentimentos tão pobres. Somos mais raça. somos mais garra. E isso não tem título que pague.

Eu sou XAVANTE”.

Ivan Holsbach Schuster

 

Sim, é a minha mão, perceberam as turtles? =)

Lindo.

Que texto… vou mimbóra trabalhar.
 
Confesso, ainda estou arrepiada…😉
 
Resumindo: tenho muito mais certeza, sou 100% xavante, de corpo, alma e ♥.
 
Bjim gurias e gurizes

– Tati, isso é coisa de menino…

11 Jan

Cerveja, entre outras coisas (entre muitas outras coisas) é uma das que eu gosto bastante e que até meu namorado me diz: – Tu devia ter nascido menino!

Por que tem muitass coisas mesmo que são consideradas (não sei porque) “coisa de menino”!

Como por exemplo: 

☻ ir à shows de música ‘pancadão’ tipo Racionais MC’s, MV Bill, O Rappa, entre outras, – em que realmente eu era uma das poucas mulheres presentes no meio da muvuca (sim, pq show bom, é quando a gente fica no povão, nada de camarote!).

Show Racionais

☻ AMO carro antigo (carro velho ô escambau, é antigo!), tipo Maveric, Passatão 84, Opala.. gente meu sonho ter um Opalão preto, todo reformado, lindo lindo, tapado no film, com roda massa, de perfil baixo aro 17, suspensão a ar……………. TUDO! Já imaginou? Passando esse carro, e todo mundo pensando: – Tá, vai descer o Dono do Morro, o ban ban ban do crime… sei lá! E desce eu… 😀 linda, bronzeada e loira! Toda de unha decorada! hahhahha Tá bem, me achei agora né! Mas enfim… Meu SONHO esse carro assim!

Opalão sonho da Tati

☻ Adoro ir nos jogos do meu time, o Brasil de Pelotas, que já comentei lá na página que fala sobre Tati. Fico louca gritando, torcendo, e gosto mesmo é de fica na arquibancada, nada de cadeiras, gosto é da alegria/agonia da galera da torcida, da Xaranga (pesquise por Brasil de Pelotas – Xaranga e saberás o que é! :D)… gosto muito!

Xaranga = banda do xavante

☻ Quando dirijo, tenho mania de escorar o cotovelo no apoio do braço da porta do motorista, sabe alí, pois é, e a outra mão na parte de cima da direção, e essa aí sim… não só o namorado, mas até as amigas todas me enxem o saco (descupem as palavras, mas é) dizendo que eu pareço um “magrão” dirigindo assim! Pôxa, dá um tempo, é muito mais confortável, ué!

Viu, achei uma mulher! Só que eu escoro no lugarzinho do braço na porta mesmo!

☻ Gosto de luta, não muito de ver, mas de praticar! Nunca fui muito de academia, pesinhos, dancinhas, estepzinhos, etc… Não! Sempre preferí lutas… coisas mais dinâmicas, mas agitadas. Fiz por 5 anos uma arte marcial chamada Hapkido, já ouviram falar? Se não, Sr. GOOGLE nele… Fui até a faixa MARRON, pela ordem das faixas, que começa na branca, passa pela amarela, depois a laranja, aí vem a verde, depois a roxa, em seguida a MARRON que depois dela vem a Vermelha e enfim a preta. Resumindo pra vocês, sou quase um Jackie Chan de calcinha. 😉

hahhahhah

Principalmente por que na época que eu fazia, a gente fazia treinamentos de campo, que eram MUITO MASSA, trenamento na mata, na cachoeira, etc… bá! Agora me diz, o que é isso perto de uma aulinha de academia?! ahehahe

HAPKIDO - A guria da foto não sou eu!

(O Hapkido é uma arte marcial coreana que tem como principal característica seu imenso arsenal de técnicas. Influenciado pelo sincretismo de seu povo, o Hapkido tem uma filosofia voltada à adaptação. Apesar de ser um estilo relativamente novo, suas raízes históricas são milenares. É fruto da vontade humana, de aperfeiçoamento constante das técnicas marciais. Uma possível definição sobre o praticante desta arte é a de que o Hapkidoísta é um artista marcial eclético. Em uma aula se podem encontrar treinamentos como saltos, torções, socos, chutes, covoteladas, joelhadas, nunchakos, bastões, facas, armas improvisadas,etc. E tais técnicas são apenas uma parte do universo que é essa arte marcial.)

☻ Falando em bebidas, eu AMO uma cervejinha, me animo quando me convidam pra tomar uma cerva. Pode ser de noite, de tardezinha, meio dia… ahh adoro! Nunca fui muito de caipira, wisky então bem se fala, tenho a nítida sensação de que é igual tomar perfume, não sou muito de vinhos, não curto bebida doce, mas uma cervejinha sempre me cai muito bem… inclusive tem findis que saio com as amigas, quando o namo vai jogar fut em alguma praia ou algo do gênero, e elas levam mate e tal, e eu sempre ando no carro com alguma bolsinha térmica com cerva, e sempre convido e elas dizem: – Tati é de tarde ainda, deixa de ser menino, toma mate! UÉ, o que tem a ver com gostar de cerveja e ser menino?! PURFA! 😀

Cervejinha Nhmmm

☻ gente… é tanta coisa que até me perco, porque parece implicância, quase tudo que eu gosto, me dizem – Isso é coisa de menino, Tati.

Bom, mas deixe-me ir direto ao ponto, tudo isso foi porque eu ví um vídeo engraçadinho hoje, e quis colocar aqu pra vocês… e como ia parecer que estava boiando no contexto, quis explicar meu gosto sobre cerveja e me lembrei das outras várias coisas que eu gosto e todo mundo achaca dizendo que é de menino…e aih me empolguei, e pá já escreví um livro, SORRY, é mais forte que eu hehheh!

Vamos ao que interessa.

Será que é assim que se coloca vídeo acá?! Ainda não peguei as manhas!

Só saberei depois de postar… caso não seja, clica aí que vai redirecionar pro vídeo que eu gostei! 😉

Bjimm gurizas!

%d bloggers like this: